Saberes Ancestrais

Durante os atendimentos presenciais costumo fazer uso de alguns saberes ancestrais para tornar as consultas ainda mais profundas e curativas.

Essas ferramentas, que foram muito usadas pelos nossos antepassados para fins de cura física, mental, emocional e espiritual.

Cada atendimento é único e intuído exclusivamente para aquela pessoa, com uso de chás, ervas, óleos essenciais, defumação, cristais, benzimentos, mantras, medicinas...

O uso de algumas ferramentas ao longo do atendimento, é intuído, conversado e combinado com o consulente, sempre com o propósito de tornar o atendimento mais agradável e curativo.

No caso de outras ferramentas, como as medicinas da floresta, são consagradas apenas com o pedido direto do consulente e preferencialmente avisado, antes da consulta/sessão.

Medicinas da Floresta

São alquimias da natureza que resultam em poderosas medicinas para a cura do corpo e da alma. Cada medicina possuí seu respectivo espirito de cura, da floresta. Abaixo vou explicar duas medicinas que é possível serem consagradas durante os atendimentos.

Sananga

É um colírio indígena, muito usado durante as caças para aguçar a percepção, trazer mais foco, clareza e visão.  Um dos princípios ativos é a Ibogaína, que é obtido por meio da extração de um sumo da planta brejeira, chamada Tabernaemontana Sananho.

 

No âmbito físico a aplicação auxilia no tratamento ou prevenção de questões físicas e psicossomáticas tais como, conjuntivite, terçol, irritações nos olhos, catarata, miopia, olho seco, fotofobia, dores de cabeça, renite, sinusite entre outros. A Ibogaína auxilia ainda no tratamento de dores crônicas e é conhecido como um forte estimulante afrodisíaco.

Já no campo espiritual, possibilita enxergarmos a verdade que se encontra a nossa volta sem a nossa cegueira pessoal e limitante, permitindo enxergarmos com mais clareza as situações externas e internas. A sananga ajuda a limpar o canal ocular e contribui para a fluidez da percepção no chakra ajna (terceiro olho, ou visão interior). Ou seja, aumenta a percepção, visão espiritual e sensitiva. Em pessoas com sensibilidade mediúnica desenvolvida há a comprovação de expansão do campo áureo. A Ibogaína auxilia ainda nos processos meditativos e de introspecção.

Após a aplicação, ocorre uma ardência que dura no máximo três minutos, podendo variar de pessoa a pessoa. A experiência da sananga é relatada como um momento muito especial, além da preparação do espaço e da massagem estimulante ao despertar do chakra ajna. Após a ardência surge uma sensação de completude. É como se o indivíduo estivesse totalmente inserido em um momento atemporal, onde nada mais importa.

 

Esta medicina natural auxilia na percepção do que ocorre em nossa volta, trazendo harmonia e consequente realização espiritual, emocional e física.

Importante: é contraindicado consagrar a medicina após cirurgias oculares, em caso de ferimentos ocorridos e com o uso de lentes de contato.

Então consagrar a sananga antes dos atendimentos, auxilia a limpar o seu campo de poluições mentais, harmonizar o campo emocional, assim evitando as ansiedades habituais antes das consultas, trazendo mais centramento para o atendimento, te colocando em um estado de meditação e receptividade, consequentemente melhorando a compreensão do que está sendo trabalhado, seja pelo tarot ou mesa radiônica. 

Rapé

O rapé é um pó fino feito de tabaco e podendo ser misturado com cinzas de ervas específicas, é uma medicina indígena ancestral milenar, usada em cerimônias e/ou momentos de ritualística de cura que atua nos nossos corpos físico, mental, emocional e espiritual.


A medicina possui um espírito da floresta que nos auxilia nos processos de curas físicas, das mais diversas patologias, como também no âmbito emocional, tais como desanimo, tristeza, raiva, estresse...também no âmbito energético, tais como se sentir com escassez ou excesso de energia e também em processos espirituais, trazendo harmonização e proteção.

O rapé é aplicado por um tipi ou kuripe (instrumentos para aplicação) em dois sopros: um na narina esquerda e um na narina direita. A primeira sensação pode ser de ardência no nariz e até um certo desconforto, mas a medicina rapidamente assume seu campo energético trabalhando aquilo que é necessário no momento.

O sopro pode ser intencionado, para uma questão específica, uma cura física, uma dor, uma angústia, pra trazer mais foco, conexão espiritual, curas espirituais e de diversas outras maneiras.

O tabaco xamânico não é industrializado, sendo um tabaco originado e colhido na floresta, de plantas extremamente poderosas, curativas, e que estão em seu estado original, com toda potência natural.

O uso da rapé durante os atendimentos trás mais harmonização, foco, energia e fácil compreensão do que está sendo trabalhado. A medicina trabalha harmonizando todos seus corpos, trazendo mais centramento durante todo o atendimento, além é claro, de trabalhar quaisquer limitações que possam estar interferindo no momento do atendimento.

É de extrema importância que a aplicação das medicinas sejam feitas por uma pessoa que tenha o estudo, conhecimento e vivencias de formas profunda com as medicinas, para que as mesmas atuem da forma esperada e para que você tenha os cuidados necessários ao longo da aplicação.

Sentiu o chamado mas ainda tem dúvidas? Vem conversar comigo! 

Tira suas dúvidas com um click aqui.

  • Instagram
  • Facebook ícone social

Se conecte comigo

Click nos icones

© 2020  Copyright Gi Crizel - Todos os direitos reservados